Tomorrow I'll Miss You

Alheio

Posted on: 21 de fevereiro de 2012

Então faz assim: Escolhe um defeito meu. Aleatório.
Agora o abra e estude-o. Procura a fonte dele.
Tenta mudar. Conserta.
Você não pode.
Porque sou eu. Porque faz parte de quem eu sou.
É frustrante?
Não, não é.
Frustrante é o fato de sequer considerar consertar alguém.
Consertar aos olhos de quem?
Tem uma fórmula? Tem um padrão a ser seguido?
As suas regras são só suas.
Eu não preciso segui-las.
“Mas você não tinha problemas com isso”
E eu costumava achar que me sentir um lixo o tempo todo era normal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: